www.fieldmuseum.org Español
English

Voltar à lista
Sobre os Guias

 

Instruções para a montagem de um Guia de Campo à Cores

A maioria das pessoas hoje em dia estão usando camêras digitais e agora estamos fazendo a maioria dos guias usando fotos desse tipo de camêra. Entretanto, podemos utilizar slides e/ou transparências ou negativos que, em geral, são de melhor qualidade do que as imagens digitais e podemos escaneá-las e manipulá-las digitalmente, cortando-as às dimensões corretas, definição otimizada, etc. Fotos reveladas também podem ser escaneadas mas geralmente a qualidade da imagem não será tão boa quanto se pode obter com os negativos ou slides. Fotos reveladas podem também ser escaneadas mas usualmente a resolução não é tão boa como utilizar os negativos ou slides. Podemos reembolsá-lo pelos custos com a postagem desse material que, para maior segurança, deve ser enviado através de envio expresso como Sedex Mundi ou DHL, por exemplo.

Se você tem uma camêra digital ou um bom scanner para escanear slides, a coisa mais fácil a fazer será enviar as imagens (de preferência as originais ou a primeira cópia das originais) através dos sites "YouSendIt" (ou "Hightail") ou "MediaFire" ou "Dropbox". Nós temos uma conta de YouSendIt/Hightail: http://dropbox.yousendit.com/RobinFoster769244 a qual você pode usar para enviar suas imagens sem qualquer custo. Usando copias das photos, você deve criar uma pasta com as suas fotos. A pasta com as fotos deve ser zipada e não se deve zipar cada foto individualmente. Através de YouSendIt você pode enviar um total de 5 pastas de 2 GB cada uma. Nesse processo, a pasta original ficará intacta e sua pasta zipada se tornará um “file”, que você pode selecionar para enviar (nos escreva, se necessário, para solicitar mais instruções -em português- de como comprimir suas fotos). Em “Select a file”, clique no botão “procurar” e selecione o arquivo que quer enviar. Agora basta clicar em “Send It” e aguardar pela confirmação de envio.

As fotos também podem ser enviadas por correio em um CD, o que levará aproxidamente duas semanas para chegar em Chicago. Uma outra opção pode ser enviar um correio eletrônico com número máximo de imagens que se possa anexar a mensagem (você pode anexar arquivos até um tamanho total de 10 Mbytes). Alguns computadores e/ou programas que são versões mais antigas, podem diminuir a extensão do nome das imagens. Se esse for o seu caso, junto com as imagens, nos ajudaria receber uma lista com os nomes das espécies que acompanhará cada uma das fotos, visto que nomes de arquivo muito longos poderão ser cortados ou abreviados quando no processo de baixar as fotos de um computador para outro. Para a montagem do guia, sugerimos que nos seja enviado um título apropriado para ser exibido em cada prancha, bem como lista de autores, fotográfos, instituições participantes e outros reconhecimentos que você considere importantes de serem incluídos – apenas se deve ter em mente que não há muito espaço na área do cabeçalho.

Imagens de qualquer formato ou dimensão nos pode ser enviada e então as retocaremos no Photoshop para converti-las ao nosso formato padrão. Levando em consideração que fazemos nossos guias de plantas em sua maioria na orientacão vertical e que incluimos normalmente 20 imagens por página, facilita a execução do nosso traballho se as fotos são tiradas nesse sentido. Mas também podemos girar a imagem ou cortar uma seção da mesma em posicão vertical. Mesmo que se perde uma parte da imagem no processo de cortar, isso não é um agravante desde que sempre teremos que cortar as imagens para a elaboração do guia. Também temos templates (modelos) para fazer guias apenas com imagens horizontais (landscape) bem como para imagens quadradas, frequentemente usados para animais. Embora seja possível combinar imagens verticais e horizontais em um mesmo guia, isso se torna mais difícil para montar o guia e ao final, apresentará menos imagens por página do que um guia padrão com um único tamanho de imagens. Por isso, recomendamos que as fotos sigam uma mesma direção.

Para se produzir as pequenas imagens JPEG para os guias de plantas – que devem ser 500 X 375 pixels com 250 dpi (pontos por polega) e num tamanho entre 100 – 200 K (salvo em qualidade 8) – é melhor para nós se temos acesso às imagens originais de pelo menos 1 MG para serem tratadas no Adobe Photoshop. As imagens podem ser maiores do que isso, mas isso não fará muita diferença na hora de produzir as imagens menores que serão incluídas no guia. Porém, a vantagem de imagens maiores é que, sendo nítidas, nos permitirá zoom na foto e cortar diferentes partes da imagem e manter a qualidade da mesma (p. ex. cortar uma rama e além disso criar, a partir dessa imagem, uma outra boa foto das flores e das folhas). É muito mais importante, no caso da montagem de guias, que a imagem esteja nítida (ou seja, em foco) do que uma imagem de alta resoulução. Não importa quantos megapíxels tem uma câmera digital, esse tipo de câmera são, de qualquer maneira, mais suscetíveis para ficar fora de foco.

As imagens originais podem ser menores, por exemplo 0.5 Mbytes, mas serão menos nítidas e menos flexíveis para focalizar mais de perto (zoom in) ou para fazer retoques no Photoshop. Recomendamos que as fotos sejam tiradas com flash e fundo escuro para que as outras coisas não distraiam o sujeito principal porque se tomará muito mais tempo para escurecer extra sujeitos ou luz ao fundo no Photoshop. Para mais sugestões sobre fotografia para guias de campo.

Quando em fase final de elaboração, o guia será enviado ao autor do mesmo quantas vezes forem necessários para finais ajustes e sua aprovação antes de ser disponibilizado ao público. Geralmente, uma página completa de um guia geral é de 3 a 4 Mbytes de tamanho (150-200K x 20). Lhe enviaremos arquivos em MS Word e um em PDF para usar como queira, e providenciaremos gratuitamente entre 1 à 20 cópias do guia laminado (dependendo do número de páginas do guia). A impressão do guia em grandes quantidades é de responsabilidade do autor (s) do mesmo or através de um acordo especial entre nós. O (s) autor (s) e/ou a instituição do autor terá direitos autorais compartidos com nosso Departamento pelas páginas. Os fotógrafos mantêm o direito autoral das fotografias individualmente, que podem ser utilizadas novamente em outras publicações em um formato maior sem qualquer problema.

E claro, pode-se inserir uma ligação (link) em sua página privada, ou da instuição com a qual está afiliado, para o seu guia publicado em nossa página. É tambem possível postar seu guia diretamente nas páginas de sua prefência sem nenhum vínculo com a página do Rapid Guides. A desvantagem disso é que em nosso site podemos rastrear e registrar quantas vezes seu guia foi baixado online e por quais países e nesse caso, nesse não poderemos fornecer esse tipo de informação se a mesma lhe interessa de alguma forma.

Lembre-se de nos informar se devemos, ou não, incluir suas fotos de plantas em nosso site, na seção "Fotos de Plantas da Região Neotrópica". Nessa seção de nossa página o crédito de direito autorais do fotógrafo é incluído com cada foto e poderá se adicionar uma ligação (link) até a sua página privada ou a qualquer outro endereço de sua preferência. Se alguém solicitar o uso de suas imagens em uma publicação ou site, a solicitação lhe será encaminhada para receber, ou não, à sua permissão.



 
© 1999-2014 The Field Museum, 1400 S. Lake Shore Drive, Chicago, IL 60605 U.S.A. (312) 922-9410. All Rights Reserved.
Admin:
help site map search field museum