www.fieldmuseum.org

Voltar à Guias de Plantas


Español
English

Família inicia com: País de origem das fotos:
Gênero iniciando com: Localidades específicas:
Ou pesquisar por:
Resultados por página:   Quanto mais resultados maior será o tempo de busca.
Lista de Famílias
Lista de Gêneros

A melhor maneira de aprender a reconhecer plantas tropicais pode ser por meio de caminhadas no campo com um botânico que seja conhecedor do assunto. Não uma, mas várias vezes. Como isso é raramente possível nas zonas neotropicais (nas zonas tropicais das Américas), nós estamos buscando por outras alternativas para facilitar esse processo. Jamais será realmente fácil pois há muitas espécies diferentes e também muitos grupos de plantas que parecem superficialmente similares. Apesar das dificuldades, esperamos que esse site – embora ainda em desenvolvimento – possa ser uma ferramenta para o aprendizado e a identificação de plantas para os iniciantes e os professionais dessa área.

Enquanto que algumas das famílias de plantas tropicais são muito fáceis de serem reconhecidas por principantes à olho nu, a grande maioria das plantas por sua vez não o são. Mas os gêneros ou os grupos de espécies dentros das famílias são em geral mais fáceis de aprender a reconhecer porque são mais consistentes em aparência. As espécies de um gênero são sobretudo variações sobre um tema, sendo que o tema são as características mais conspícuas do gênero. Se se pode aprender os temas ou o look (aparência) dos gêneros comuns, então será muito mais fácil focalizar-se em outros recursos para identificar de qual espécie se trata.

A capacidade de poder reconhecer as plantas rapidamente depende da memória visual e do padrão de reconhecimento, habilidades estas que variam muito de uma pessoa para outra. Os artistas frequentemente aprendem a reconhecer as plantas mais rapidamente do que um cientista em início de carreira.. Ainda que essa maneira um tanto quanto imprecisa de estrutura – gestalt - possa parecer pouco científica, é uma maneira mais rápida e conveniente de conseguir a identificação de plantas de uma maneria aproximada, antes de recorrer à uma comparação mais rigorosa utilizando termos e descrições técnicas. Ocupando-se primeiro de reconhecer os grupos maiores ou os mais fáceis a serem identificados, logo se pode dispensar mais atenção ao nível de espécie ou aos grupos menos comuns ou mais difíceis de serem identificados.

Nós estamos ainda preparando as imagens de várias famílias importantes e continuaremos gradualmente adicionando fotos de mais espécies. Já incluídas estão muitas das espécies mais comuns que se encontram nos bosques do Neotropical e essa é uma boa maneira de familiarizar-se com os gêneros tropicais mais comuns. Adicionaremos mais informações sobre as espécies - como por exemplo os países nos quais as plantas se encontram, como estão organizadas suas folhas, a cor de uma flor, etc. - o que permitirá ao usuário selecionar um grupo menor de plantas quando se tratar da identificação de algo que viram ou que fotografaram.

Estamos abertos às suas correções ou sugestões, as mesmas devem ser enviadas à Robin Foster, rfoster@fieldmuseum.org ou a rrc@fieldmuseum.org. Todos nós que trabalhamos no Neotropical todavia estamos aprendendo sobre essas plantas, uma grande missão tendo em vista que existem mais de 300 famílias, de 500 gêneros e aproximadamente cerca de 80 mil espécies, muitas dessas que ainda não foram descritas ou nomeadas.

Agradecemos aos vários botânicos que muito se esforçaram nesse projeto doando valioso tempo na tentativa de identificar muitas das plantas nas fotos aqui apresentadas. Os mesmos não podem ser responsabilizados por erros na identificação dessas plantas porque muitas ou mesmo a maioria das fotos não possuíam um voucher de espécimens e também eles não viram todas as fotos que foram aqui incluídas. Aqui listamos a maioria daqueles que nos ajudaram em ordem da familía da planta: Acanthaceae: Dieter Wasshausen, US; Annonaceae: David Johnson, OWU; Araceae: Tom Croat: MO; Aristolochiaceae: Favio Gonzalez, COL; Asteraceae, John Pruski, MO; Balanophoraceae: Bertil Hansen, C; Berberidaceae: Carmen Ulloa, MO; Bignoniaceae: Lucia Lohmann, SPF; Bromeliaceae: Harry Luther, SEL, Jose Manzanares, QCNE; Burseraceae: Paul Fine, UC, Doug Daly, NY; Campanulaceae: Tom Lammers, OSH; Clusiaceae: Barry Hammel, MO; Commelinaceae: Bob Faden, US; Convolvulaceae: Daniel Austin; Cucurbitaceae: Mike Nee, NY; Ericaceae: James Luteyn & Paola Pedraza, NY; Erythroxylaceae: Adolfo Jara, COL; Euphorbiaceae: Hans-Joachim Esser, M, Paul Berry, MICH, Ken Wurdack, US; Fabaceae: David Neill, MO; Gentianaceae: Lena Struhwe & Jason Grant; Gesneriaceae: Larry Skog & John Clark, US, Irayda Salinas, USM, Laura Clavijo, COL; Heliconiaceae: John Kress, US; Hippocrateaceae: Julio Lombardi, HRBC; Lecythidaceae: Scott Mori, NY; Loranthaceae: Job Kuijt, UVIC; Marantaceae: Helen Kennedy, UBC; Marcgraviaceae: Stefan Dressler, FR; Melastomataceae: Fabian Michelangeli, NY; Menispermaceae: Myrtaceae: Lúcia Kawasaki, F & Bruce Holst, SEL; Onagraceae: Paul Berry, MICH; Oxalidaceae: Eve Emshwiller, WIS; Passifloraceae: Peter Jorgensen, MO; Picramniaceae: Jose Pirani, SPF; Poaceae: Lynn Clark, ISC, Gerrit Davidse, MO; Rosaceae: Katya Romoleroux, PUCE; Rubiaceae: Charlotte Taylor, MO; Rutaceae: Jackie Kallunki, NY; Sapindaceae: Pedro Acevedo, US; Scrophulariaceae: Sune Holt; Solanaceae: Sandra Knapp, BM, Mike Nee, NY; Turneraceae: María Mercedes Arbo, CTES; Valerianaceae: Fred Barrie, MO; Violaceae: Harvey Ballard, BHO; Viscaceae: Job Kuijt, UVIC; Vitaceae: Julio Lombardi, HRBC; Vochysiaceae: Lúcia Kawasaki, F. Outros serão reconhecidos ao longo da continuação do projeto.


© 1999-2017 The Field Museum, 1400 S. Lake Shore Drive, Chicago, IL 60605 U.S.A. (312) 922-9410. All Rights Reserved.


Admin: DHTML Menu by Milonic
helpsite mapsearchfield museum